skip to Main Content

Um verdadeiro ecossistema só existe quando todos colaboram e se alinham sob uma missão comum.

A cidade do Porto lançou a Convocatória Aberta em 2017 para aumentar o impacto das ações da comunidade de empreendedorismo, inovação e tecnologia da cidade, para em conjunto se promover um ecossistema ainda mais ativo e dinâmico.

Convocatória Aberta 2017 em Números

0
Apoio financeiro total
0
Candidaturas
0
Atividades selecionadas
0+
Organizadores
0+
Convidados / Oradores
0+
Participantes

As 8 atividades selecionadas incluem:

  • 6 Open Days
  • 6 Workshops
  • 3 Conferências
  • 2 Live Shows
  • 2 Tours
  • 2 Hackathons
  • 2 Guias de ecossistema
  • 2 Exposições de Tecnologia
  • 1 Vlog Show com 6 episódios
  • 1 Pre-aceleration program
  • 1 Meetup

Conheça as atividades

Founder Meets Founder

Organizador: Founders Founders

A Founder Meets Founder é uma série de 6 episódios num formato talk show, onde em cada episódio dois fundadores de scaleups do Porto conversam sobre desafios relacionados com o crescimento das suas empresas. Esta primeira temporada é o resultado de gravações de 6 conversas separadas que aconteceram com público ao vivo. Estas conversas foram depois editadas e publicadas em 6 episódios que juntam o conhecimento e as experiências mais relevantes destas conversas, promovendo a partilha de conhecimento, bem como a promoção internacional do ecossistema de empreendedorismo. Ao mesmo tempo, a atividade também contribuiu para a promoção de uma atitude de partilha e entreajuda entre empreendedores e projetos. Por outro lado, o evento com a gravação de episódios ao vivo permitiu não só um registo histórico do trabalho dos empreendedores, mas também fomentou oportunidades de networking.

Episódios:

S1E1 – Carlos Lei (HypeLabs) & Paulo Cunha (Shiftforward)

S1E2 – Luís Roque (HUUB) & Felipe Ávila da Costa (Infraspeak)

S1E3 – Pedro Fortuna (Jscrambler) & Nelson Pereira (TOPDOX)

S1E4 – Bruno Azevedo (AddVolt) & Tiago Sá (WiseCrop)

S1E5 – Pedro Roque (Emailbidding) & Luís Vieira (B-Parts)

S1E6 – Catarina Simões (Last2Ticket) & João Rodrigues (Xhockware)

Resultados:

Para além de aproximadamente 190 pessoas terem acompanhado as gravações nos Live Shows, desde o lançamento a 30 de outubro até ao final de 2017, os episódios foram vistos mais de 2300 vezes.

Fotografias

Make or Break

Organizador: Make or Break

O Make or Break (MoB), anteriormente designado Porto Summer of Code, é um evento tecnológico organizado por um grupo pluridisciplinar com fortes ligações à cidade do Porto e às tecnologias de informação, em colaboração com a AlumniEI FEUP — Associação de Antigos Alunos de Engenharia Informática da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Tendo começado como uma competição de programação para estudantes, o MoB tem ao longo das suas quatro edições acompanhado a evolução da comunidade tecnológica da cidade do Porto. Mantendo a competição de programação como o acontecimento central, o MoB inclui, atualmente, mais atividades lúdicas e formativas. O MoB vai continuar a evoluir no sentido de se tornar um evento de referência onde aficionados, estudantes, profissionais, empreendedores e instituições ligadas ao desenvolvimento de software têm a oportunidade de aprender, partilhar experiências, conhecer-se entre si e divertir-se durante três dias de festa tecnológica. A agenda do MoB 2017 passou principalmente pela competição de programação, incluindo 6 workshops e uma feira de apresentação dos projetos.

Resultados:

Entre participantes, oradores, especialistas tecnológicos, patrocinadores, convidados e visitantes, passaram pelo evento mais de 200 pessoas. 15 projetos foram desenvolvidos pelos participantes, na sua maioria estudantes de áreas relacionadas com as tecnologias de informação.

Startup Pirates Porto - Digital Health Edition

Organizador: IEEE Portugal

A iniciativa consistiu em uma semana de desenvolvimento e validação de ideias sob o tema da saúde digital. Os participantes exploraram e construíram novos produtos com o objetivo de melhorar a saúde e o bem-estar, ao mesmo tempo que aexploraram os princípios fundamentais de empreendedorismo, interagindo com o ecossistema local de empresários, investigadores e investidores.

O evento segue o modelo Startup Pirates, usado em centenas de eventos em todo o mundo. Os workhops, as sessões de mentoria e as palestras foram adaptadas ao tema da Saúde Digital e beneficiaram do ecossistema local de empreendedores e investigadores neste campo. Foram mobilizados os principais atores da Saúde Digital em Portugal.

Além do programa de pré-aceleração, a atividade incluiu um encontro sobre o tema que trouxe dois palestrantes internacionais que apresentara os seus negócios, fornecendo um momento de networking à comunidade.

Resultados:

O programa de pré-aceleração reuniu 18 participantes, que desenvolveram 4 ideias com o apoio de 15 convidados. O encontro da Saúde Digital reuniu mais de 30 pessoas.

Fotografias

Portuguese Women in Tech, the Web Summit Warm-Up!

Organizador: Portuguese Women in Tech

Uma mistura de “Web Summit warm-up” com um poco de “descoberta do ecossistema do Porto”.

Resultados:

Mais de 110 pessoas estiveram envolvidas na atividade. Para além disso, foi publicado o Booklet das Portuguese Women in Tech, uma ferramenta de comunicação para que mais mulheres compreendam a sua importância e impacto e, dessa forma, se juntem à comunidade tecnológica. A criação desta ferramenta tem como foco a distribuição junto de jovens estudantes de ensino secundário e de ensino superior, oferendo-lhes assim uma introdução à comunidade, apresentando também modelos que possam inspirar a sua formação e desenvolvimento profissional. O booklet foi distribuído no Web Summit e será agora distribuído também a nível nacional.

Made in Baixa

Organizador: Tinker City

O “Made in Baixa” promoveu a criação de uma rede na cidade que pretende ser uma área de experimentação para novos métodos de produção e interação, estimulando a economia circular local: da reutilização de materiais à manufatura de de novos produtos, da criação de novos processos que ligam o fabrico tradicional com a fabricação digital à venda e utilização desta rede.

A atividade aconteceu em 4 fases:

  1. Mapa para Makers: mapeamento da comunidade criativa e dos sítios mais importantes da Baixa para criar (quase) todo o tipo de produtos: desde o distribuidor local de materiais, ao fabrico no Fab lab, até à venda em lojas locais.
  2. Tour: Os espaços mapeados abrem portas à comunidade. As pessoas reúnem materiais, exploram ideias e aprendem novos processos.
  3. Hackathon: 2 dias de trabalho com base em técnicas de design thinking e prototipagem rápida, para produzir uma solução para a cidade, recorrendo também aos fornecedores apresentados no mapa.
  4. Prémios: apresentação pública dos projetos. O melhor projeto foi votado por um painel de jurados e o vencedor recebeu 2500 € e a oportunidade de incubar e desenvolver o projeto no OPO’Lab.

Os principais objetivos da Made in Baixa foram:

  • Tornar público um para que apresente a comunidade criativa localizada na “Baixa”.
  • Sensibilizar para a importância dos produtos fabricados e distribuídos localmente e capacitar cidadãos.
  • Incubar o melhor projeto para que se torne num caso de estudo de como os cidadãos podem ter um impacto real na sua cidade.
  • Tornar a iniciativa num exemplo do potencial do Porto enquanto Fab City.

Resultados:

14 projetos foram desenvolvidos, 16 makers participaram no evento. Foram 25 as lojas locais envolvidas, 165 as horas de impressão 3D e 53 as peças cortadas a laser.

 

xFuture Conference

Organizador: WE CHRS

Qual será o impacto da automatização e da inteligência artificial na indústria? E nos indivíduos? De que forma os carros autónomos vão impactar as cidades em que vivemos? Estaremos prontos para o rendimento universal? Como é que vão ser os espaços de trabalho do futuro? Estas e muitas outras questões foram debatidas na xFuture Conference, uma conferência que abordou o impacto que a tecnologia já tem e irá ter, pelo prisma do indivíduo, da organização e da sociedade.

Resultados:

O evento envolveu cerca de 110 pessoas. 45% dos participantes eram mulheres, 30% eram estrangeiros.

WARP - Worldwide Acceleration Rally at Porto

Organizador: INEB

O WARP – Worldwide Acceleration Rally at Porto – foi organizado com o objetivo de reforçar as redes e outras formas de parceria e cooperação, que apoiem o empreendedorismo, a inovação e a internacionalização de empresas nas áreas da Saúde e da Biotecnologia. Foi promovida uma conferência na área de inovação e empreendedorismo no setor biomédico, com oradores, investidores e dinamizadores de notoriedade nacional e internacional, com comunicações e sessões de debate e ainda uma Exposição Internacional de Tecnologia Biomédica. Para além deste evento, a atividade incluiu o RESOLVE tecHospital, um evento para expor e demonstrar projetos desenvolvidos no âmbito do tema “Hospital do Futuro”, apresentando tecnologias inovadoras para as diversas especialidades médicas.

Resultados:

40 tecnologias foram apresentadas, foram promovidas 38 reuniões e mais de 170 pessoas foram envolvidas. Entre os participantes contam-se representantes de gabinetes de transferência de tecnologia, investidores, associações empresariais, startups, entidades promotoras de empreendedorismo e Inovação, entre outros. Foram também assinados protocolos de colaboração entre aceleradoras e verificaram-se transações resultantes do networking promovido no evento.

Website

OPEN DAYS @ FAB'lab - Porto

Organizador: OPO’LAB

A cultura maker consiste numa aprendizagem ativa. “Aprender fazendo” num ambiente social. O Movimento Maker enfatiza a aprendizagem partilhada, informal, em grupos e redes, motivada pelo prazer e pela auto-realização. Encoraja a aplicação de novas tecnologias e métodos da fabricação digital, mas também explora a interceção de domínios tradicionais de trabalho como a metalurgia, a caligrafia, o cinema, programação, têxtil, entre outros. Com estes princípios em mente, o OPO’Lab organizou os Open Days. Num conjunto de 6 eventos, os Open Days abriram as portas do Fab Lab do Porto aos cidadãos, permitindo-lhes entrar em contacto com as máquinas, tirar dúvidas e experimentar as tecnologias da fabricação digital. Cidadãos empenhados que trazem à cidade novas indústrias e empresas locais embrenhadas na estrutura social, cultural e económica da cidade. Este ambiente permitiu a partilha de informação e competências entre os intervenientes, promovendo a participação ativa na melhoria da cidade.

Agenda da edição de 2017

  • 1 de junho: Gravação do Founder Meets Founder ao vivo
  • 2 de junho: RESOLVE tecHospital
  • 11 de julho: Gravação do Founder Meets Founder ao vivo
  • 8 a 10 de setembro: Make or Break – Hackathon
  • 8 de setembro: Make or Break Workshop – “My First Game with Unity3D”
  • 8 de setembro: Make or Break Workshop – “Introduction to 3D Printing and Parametric Design”
  • 9 de setembro: Make or Break Workshop – “Introduction to the Arduino ecosystem and the Internet of Things”
  • 9 de setembro: Make or Break Workshop – “A Server From Scratch — A DevOps Primer”
  • 9 de setembro: Make or Break Workshop – “Should Coders Design?”
  • 10 de setembro: Make or Break Workshop – “Hardware Maintenance”
  • 10 de setembro: Exposição de tecnologia Make or Break
  • 9 a 16 de setembro: Startup Pirates Porto – Digital Health Edition – Programa de pre-aceleração e Meetup
  • 28 de outubro: Portuguese Women in Tech – The Web Summit Warm-Up! – Tour e Conferência
  • 28 de outubro: Open Day @ FAB’lab Porto
  • 30 de outubro: Lançamento do Founder Meets Founder
    • 4 de novembro: Open Day @ FAB’lab Porto
    • 16 a 18 de novembro: Made In Baixa: Tour, hackathon e mapa para makers
    • 25 de novembro: xFuture Conference
  • 2 de dezembro: Open Day @ FAB’lab Porto
  • 11 de dezembro: WARP – Worldwide Acceleration Rally at Porto – Conferência e Exposição de biotecnologia.
  • 16 de dezembro: Open Day @ FAB’lab Porto
  • 30 de dezembro: Open Day @ FAB’lab Porto

Membros do Júri

Membros efetivos:

  • Miguel Barbosa (ANI)
  • Clara Gonçalves (UPTEC)
  • Rui Coutinho (Porto Design Factory)
  • Patrícia Teixeira Lopes (Porto Business School)
  • Paulo Calçada (Associação Porto Digital)

Membros suplentes:

  • Gil Coutinho (Associação Porto Digital)
  • Cristina Taveira (CMP)

Convocatória Aberta 2018