Onde a educação é o ponto de partida e o fio condutor // PDF

A primeira edição do Open Day With Industry teve lugar na Porto Design Factory e contou com a participação de nove projetos, desenvolvidos por alunos do Politécnico do Porto juntamente com universidades internacionais.

Alunos, docentes, investigadores, empreendedores e profissionais reuniram-se naquele que é um ecossistema inovador onde se “treinam aqueles que serão os melhores colaboradores no futuro”. Se a criação de uma startup passa pela “ideation”, na PDF a educação é o ponto de partida e o fio condutor durante todo o processo. Aqui os alunos trabalham e alcançam objetivos em equipa, existe interdisciplina e internacionalização nos grupos, os projetos são centrados no utilizador, proporcionando o contacto direto com empresas e sociedade.

Projetos: ME310 STANFORD

FORD

A Ford, enquanto produtora do veículo de carga Ford Transit, em parceria com a PDF e a Standford University, decidiu utilizar “o impacto que a restrição da circulação automóvel tem no transporte de mercadorias”, como ponto de partida na criação do Ford Cargo. Este protótipo foi desenvolvido como um “add on” da Ford Transit e está acoplado à porta traseira da carrinha. Foi aplicado ao “dolly” um motor para facilitar a sua deslocação e o carregamento elétrico é feito com o andamento da própria carrinha.

IKEA INDUSTRY 

People and Planet” é o tema da estratégia para 2020 aplicada pela IKEA. Na área “People” os alunos procuraram melhorar o processo de montagem do mobiliário e, consequentemente, melhorar a experiência do utilizador final. Desta forma foi criado um novo mecanismo - Lasa - “twist and lock” que permite a montagem de várias peças de mobiliário em segundos, eliminando parafusos, acessórios e extensos manuais de instruções. Para o “Planet” a equipa criou um novo biomaterial que poderá ser utilizado no interior de várias peças de mobiliário IKEA, em substituição do material de cartão actualmente utilizado. O objectivo passa pela “transformação e aproveitamento dos resíduos de madeira produzidos pelas fábricas IKEA Industry em recursos e matéria prima”.

SONAE - BERG CYCLES

Segura, intermodal, confortável e versátil são as principais características da Ghisallo. Esta bicicleta de três rodas foi um desafio proposto pela Berg Cycles e desenvolvido em parceria com a Swinburne University of Technology (Melbourne) e Pontificia Universidad Javeriana (Colômbia). São várias as vantagens: estabilidade, segurança (através do sistema de alerta de presença visual - Night Halo), redução da necessidade de esforço (graças ao motor eléctrico que incorpora) e a versatilidade por parte do mecanismo de dobragem, que permite transportar a bicicleta em qualquer meio de transporte. O utilizador usufrui ainda de um espaço frontal de armazenamento para colocar bens pessoais, compras, entre outros.

SONAE - WORTEN

Melhorar o serviço de pós-venda foi o objetivo da Worten e o ponto de partida para o trabalho realizado pela PDF, Università di Modena e Reggio Emilia (Itália). Juntos criaram um sistema integrado composto por 3 peças: “uma tomada inteligente, uma plataforma de gestão e uma ferramenta de realidade aumentada”. Este sistema vem permitir a recolha e monitorização de um conjunto de indicadores como o consumo energético, funcionamento mecânico, entre outros. Esta informação é recolhida e filtrada pela plataforma de gestão, que a armazena, organiza e emite notificações ao utilizador final (“notificações de emergência ou notificações de manutenção/reparação”). Redução nas repações, promover um comportamento mais pró-ativo em relação à manutenção preventiva e transformar o smartphone num eficaz instrumento ao serviço de pós-venda é a finalidade deste sistema.

ZIPOR

Atualmente são várias as empresas de calçado que disponibilizam a possibilidade de personalização do seu produto, contudo, as solas não fazem parte dessa opção. Permitir ao utilizador final personalizar a sola do calçado é a chave deste projecto - Soule - desenvolvido em parceria com a Zippor. O objetivo é a customização em massa de sapatos. Se, por um lado, o público mais jovem pode reforçar a sua “individualidade, através da  escolha de cores, padrões” etc, o público mais maduro pode optar por escolher novas superfícies como a anti-derrapante ou superfícies de proteção, por exemplo. Em parceria com a Tokyo Institute of Technology foi desenvolvida uma máquina, de baixo custo, que pode ser colocada em qualquer loja e que permite a impressão em vinil, soluções de aquecimento e vácuo e a personalização de solas em menos de quinze minutos.

Projetos: PRODUCT DEVELOPMENT

PHILIPS

A Philips lançou o desafio aos estudantes para reorganizarem o espaço físico do Centro de Pesquisa de Dispositivos Médicos. “Procurou-se melhorar a experiência de vivência/utilização do Centro”, para isso a equipa da PDF contou com a parceria da Aalto University (Helsínquia). Juntos trabalharam em questões relacionadas com “design de espaço interior, ergonomia, mobiliário e open spaces”, procurando redefinir a experiência do utilizador, tanto para os profissionais do centro como para os utentes.

RMV

Uma das principais dificuldades nos tratamentos fisioterapêuticos é a dimensão e deslocação dos aparelhos, pois implica que o paciente tenha que se deslocar até a um centro especializado. Levantada a questão pela empresa RMV, os alunos reinventaram uma das ferramentas mais utilizadas em fisioterapia: o Turbilhão. Esta nova versão “acessível, simples e portátil, vem possibilitar o tratamento individual e doméstico”. O projeto redefine toda a experiência de fisioterapia pois é uma resposta eficaz para tratamentos e cuidados ao domicílio, permitindo levar soluções complexas de fisioterapia a casa dos utilizadores.

LEELUU

O desafio proposto pela Leeluu consistiu em criar um produto a partir de uma tecnologia aplicada através de tecidos sensíveis ao toque. Em parceria com a Aalto University (Helsínquia) foi criado um relógio para o pulso e desenvolvidas novas funcionalidades a partir do toque no tecido da bracelete. Estas funcionalidades poderão ser altamente eficazes em contextos de apoio domiciliário de emergência a população idosa, por exemplo.

Projeto: PEWTER & CORK INDUSTRY EXCHANGE

Em colaboração com a Nottingham Trent University os alunos foram desafiados a conceber e desenvolver novos produtos de utilização doméstica a partir de “materiais e técnicas de produção e de manufacturas tradicionais de cada um dos países de origem”. Numa perspectiva internacional do design, a equipa portuguesa trabalhou as técnicas do estanho, em colaboração com a empresa Wentworth Pewter Sheffield, já a equipa inglesa trabalhou as técnicas da cortiça, em parceria com a Sedacor.

“Problem-based learning”

O apoio à co-criação, co-desenvolvimento e aceleração de ideias inovadoras são a base do trabalho desenvolvido pela PDF. O objectivo passa pela defesa de uma cultura de educação experimental que procura “apoiar projetos educativos interdisciplinares, investigação aplicada e colaboração industrial”, contribuindo para uma melhoria na aprendizagem e no desenvolvimento de uma mentalidade empreendedora.

São doze as instituições que integram a Design Factory Global Network, uma rede de parceiros, presente nos quatro cantos do mundo.

Fotografias gentilmente cedidas pela Porto Design Factory

Contactos

ligue-nos+351 222 097 161

Câmara Municipal do Porto Pelouro da Inovação e AmbientePraça General Humberto Delgado, 4º Piso4049-001 Porto, Portugal

envie-nos emailpelouro.ia@cm-porto.pt

ECOSSISTEMA DE STARTUP E SCALEUP DO PORTO



Ver Agora